Aldeia Indigena
Casa da Cultura
Dados Gerais
Festas e Eventos
Forte São João
História Bertioga
Itatinga
Praias
Rios, Ilha e Canais
Sesc
Trilhas/Ecoturismo
Associação Amigos
Fundação 10 de Agosto
História
ISO - Política Ambiental
Lazer
Projeto
Reciclagem
Shopping
SIV
Viveiro
Dados do Município
História SB
Praias SB
Cuidados nas Trilhas
Dengue
Economia de Energia
Escunas
Feng Shui
Gastronomia
Hospedagem
Obras
Ostras
Paisagismo
Parque Estadual
Pesca
Piscina
Raios
Segurança
Verão e Sol
 
 
 
 
 
Riviera »  História
 
FONTE: http://www.rivieradesaolourenco.com

Foi em 1979, em um vôo de helicóptero sobre a praia de São Lourenço, que a Riviera de São Lourenço começou a tomar forma. Neste vôo, os diretores das empresas proprietárias da gleba - Praias Paulistas S.A e Cia Fazenda Acaraú - iniciavam os entendimentos com a diretoria da Sobloco Construtora S/A para a urbanização daquela área de 9 milhões de metros quadrados.

Em agosto daquele ano o contrato estava assinado. A Riviera de São Lourenço nascia. Um traçado da malha viária, de autoria dos arquitetos Oswaldo Correa Gonçalves e Benno Perelmutter, em obediência às diretrizes fornecidas pela Prefeitura do Município de Santos, representou o ponto de partida do Plano Urbanístico.

Como uma das empresas de maior experiência no campo do desenvolvimento urbano do país, a Sobloco, então apoiada pelos mais renomados profissionais, estabeleceu o disciplinamento do uso e ocupação do solo, os recuos, as limitações, os incentivos à construção, as restrições às especulações imobiliárias, a busca de soluções para os impactos ambientais, a criação dos processos de vigilância aos eventuais abusos e desvirtuamentos na ocupação de área, os detalhes das obras de infra-estrutura e a montagem de toda a estrutura jurídica do empreendimento, sempre visando a melhor qualidade de vida para os futuros moradores da Riviera.

Após ter obtido todas as aprovações, a Sobloco instalou, então, o canteiro de obras no mesmo ano de 1979, quando iniciaram-se os primeiros trabalhos efetivos de construção da Riviera. Ao mesmo tempo, iniciou-se os estudos de mercado, a análise jurídica e o detalhamento dos demais projetos de terraplanagem, drenagem, rede de água, rede de esgotos e os complexos estudos oceanográficos e de detalhamento da marina. Como todo projeto inédito, houve descrença de muitos setores. Implantar uma cidade com toda infra-estrutura, em uma praia deserta, parecia temerário e muito difícil. A sólida estrutura da Sobloco foi necessária para a arregimentação dos recursos de longo prazo para o desenvolvimento da Riviera.

A implantação começou em 1979 com a abertura das primeiras ruas, a instalação da fábrica de guias e tubos de concreto, os trabalhos de abertura dos canais, a instalação do viveiro de mudas e os estudos para captação de água. Nesta época, as rodovias de acesso ainda não estavam prontas e os caminhões e máquinas tinham que chegar na área por balsa, o que dificultava bastante os trabalhos.

A Rodovia Mogi-Bertioga foi inaugurada em 1982, agilizando o processo. A Rodovia Rio-Santos foi inaugurada apenas em 1985. Em 1982, já havia 20 quilômetros de ruas com guias colocadas, a primeira estação de tratamento de água (com capacidade para tratar 20 mil litros por hora) já estava em construção e o sistema de paisagismo estava bastante adiantado, com a importação de 8 mil mudas de coqueiros da Bahia em desenvolvimento no viveiro. O stand de vendas teve sua obra terminada em janeiro de 1983, quando iniciou-se a comercialização dos primeiros terrenos no Módulo 5, hoje Coqueiros.

O primeiro prédio - o Riviera Flat -, no módulo 3, veio em 1983 e foi um desafio porque, nesta época, os agentes financeiros custavam a acreditar neste investimento. Tendo como garantia o nome da Sobloco, o Riviera Flat começou a ser levantado. Na praia deserta, a placa instalada junto ao edifício solitário era uma profecia, mas poucos acreditaram nela. "Aqui está sendo criado um modelo de urbanização", dizia o painel. Foi difícil vender as primeiras unidades e só os compradores com espírito pioneiro deixaram-se seduzir. A ele seguiu-se o Edifício Sunset, também no módulo 3 - Caravelas e, um pouco mais tarde dezenas de outros prédios de diversas incorporadoras e construtoras. Aos poucos foi crescendo também o número de casas em construção. Ao mesmo tempo incentivava-se a instalação do comércio no local. O supermercado da Riviera foi inaugurado em maio de 1986, juntamente o com o Auto Posto da Riviera de São Lourenço. O restaurante junto ao stand de vendas começou suas atividades no final de 1985.

O primeiro segmento do Riviera Shopping foi inaugurado em janeiro de 1991, representando um importante passo no desenvolvimento da Riviera. Enfim, planejando desde as macro soluções até a compra de mudas de coqueiros da Bahia e colocando o interesse comum sempre à frente: é assim que a Sobloco vem conduzindo os trabalhos.

Hoje a Riviera tem cerca de 50% de sua área ocupada: são mais de 2000 casas construídas e habitadas, 330 casas em construção, 120 edifícios entre seis e dez pavimentos habitados e em construção, um segmento do Riviera Shopping Center em funcionamento com 50 lojas, escolas, consultórios médico e dentário, uma completa infra-estrutura de saneamento básico, além da Sociedade Amigos da Riviera de São Lourenço, entidade sem fins lucrativos que, com mais de 300 funcionários, representa a maior empresa do município de Bertioga. Quem conheceu a Riviera no início dos anos 80 se admira com seu desenvolvimento, e reconhece neste empreendimento um patrimônio para todo o Brasil.
 
           
 
 
 
  Saiba um pouco mais do potencial de Bertioga, Riviera e São Sebastião.   Telefones úteis de Bertioga, Riviera e São Sebastião.   Conheça as praias de Bertioga e São Sebastião. .   Dicas de passeios e festas da região.  
         
 
Riviera Administradora Patrimonial Ltda. | E-mail guia@guiadariviera.com.br
Crédito das fotos:
Dú Zuppani, Pedro Resende, Renata de Brito, Jair Favero, Luis Nelson, Francisco Simões, Willi Kruise e fotos de arquivo.